Aprendizagens Essenciais em Educação Física: Encontros Nacionais e Regionais

Este slideshow necessita de JavaScript.

Enquadramento

No seguimento do processo de auscultação pública do documento Currículo para o Séc. XXI – Aprendizagens Essenciais em Educação Física, serão dinamizados, na semana de 7 a 14 de janeiro, encontros regionais e nacionais de profissionais de Educação Física.

Solicitamos a todos os profissionais de Educação Física que marquem presença nestes eventos. Esta é uma proposta de organização curricular que está integrada no projeto Currículo para o Século XXI: competências, conhecimentos e valores numa escolaridade de 12 anos e que terá impacto directo nas práticas que serão desenvolvidas.

 

Objectivos

A finalidade destes eventos será a discussão da primeira versão do documento com o objectivo de recolher e discutir contributos que concorram para a melhoria da proposta que é apresentada pela equipa constituída pelo Conselho Nacional de Associações de Professores e Profissionais de Educação Física(CNAPEF) e pela Sociedade Portuguesa de Educação Física (SPEF).

 

Destinatários

Professores de Educação Física dos grupos de recrutamento 260 e 620

 

Organização dos Encontros Regionais e Nacionais

A entrada será gratuita, mas sujeita a uma inscrição obrigatória e à disponibilidade dos vários locais. A organização estará assegurada pelas Associações Profissionais locais, pelo CNAPEF, pela SPEF e ainda por outras organizações que colaboram com o movimento associativo da Educação Física.

Encontro Regional Algarve

Data: 11 de Janeiro

Início: pelas 17:30

Local: Instituto Superior Manuel Teixeira Gomes (ISMAT)

Organização: Professores do Algarve e Curso de Educação Física e Desporto do ISMAT

Inscrição e mais informações na seguinte ligação – Conferência “Aprendizagens Essenciais em Educação Física: uma auscultação pública”

Nota – Este encontro está enquadrado como uma ação de curta duração que releva para os efeitos previstos no Estatuto da Carreira dos Educadores de Infância e dos Professores dos Ensinos Básico e Secundário, para os professores do grupo de recrutamento 260 e 620, ao abrigo do Despacho n.º 5741/2015.

 

Encontro Regional Almada Seixal

Data: 11 de Janeiro

Início: pelas 20:15

Local: Sede da APEF Almada Seixal (ver localização)

Organização: APEF Almada Seixal

Inscrição e mais informações na seguinte ligação – Aprendizagens Essenciais em Educação Física: uma auscultação pública. Encontro Regional APEFAS

 

Encontro Regional Aveiro

Data: 11 de Janeiro

Início: pelas 19:30

Local: Escola Secundária José Estêvão (ver localização)

Organização: APEF Aveiro

Inscrição e mais informações na seguinte ligação – Aprendizagens Essenciais em Educação Física: uma auscultação pública. Encontro Regional APEF Aveiro

Nota – Este encontro está enquadrado como uma ação de curta duração que releva para os efeitos previstos no Estatuto da Carreira dos Educadores de Infância e dos Professores dos Ensinos Básico e Secundário, para os professores do grupo de recrutamento 260 e 620, ao abrigo do Despacho n.º 5741/2015.

 

Encontro Regional Braga

Data: 10 de Janeiro

Início: pelas 21:00

Local: Agrupamento de Escolas Francisco Sanches (ver localização)

Organização: APEF Braga

Inscrição e mais informações na seguinte ligação – Aprendizagens Essenciais em Educação Física: uma auscultação pública. Encontro Regional APEF Braga

 

Encontro Regional Castelo Branco

Data: 11 de Janeiro

Início: pelas 15:00

Local: Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva (ver localização)

Organização: APEF Castelo Branco, Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva e Centro de Formação de Associação de Escolas Alto Tejo.

Inscrição e mais informações na seguinte ligação – Conferência Aprendizagens Essenciais em Educação Física: uma auscultação pública. Encontro Regional APEF Castelo Branco

Nota – Este encontro está enquadrado como uma ação de curta duração que releva para os efeitos previstos no Estatuto da Carreira dos Educadores de Infância e dos Professores dos Ensinos Básico e Secundário, para os professores do grupo de recrutamento 260 e 620, ao abrigo do Despacho n.º 5741/2015.

 

Encontro Regional Coimbra

Data: 7 de Janeiro

Início: pelas 11:00

Local: Escola Secundária José Falcão (ver localização)

Organização: APEFFIS

Inscrição e mais informações na seguinte ligação – Aprendizagens Essenciais em Educação Física: uma auscultação pública. Encontro Regional APEFFIS

Nota – Este encontro está enquadrado como uma ação de curta duração que releva para os efeitos previstos no Estatuto da Carreira dos Educadores de Infância e dos Professores dos Ensinos Básico e Secundário, para os professores do grupo de recrutamento 260 e 620, ao abrigo do Despacho n.º 5741/2015.

 

Encontro Regional Évora e Beja

Data: 11 de Janeiro

Início: pelas 21:00

Local: Escola Secundária Gabriel Pereira (ver localização)

Organização: APEF Évora

Inscrição e mais informações na seguinte ligação – Aprendizagens Essenciais em Educação Física: uma auscultação pública. Encontro Regional APEF Évora

 

Encontro Nacional Lisboa

Data: 13 de Janeiro

Início: pelas 21:00

Local: Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias  (ver localização)

Organização: SPEF

Inscrição e mais informações na seguinte ligação – Aprendizagens Essenciais em Educação Física: uma auscultação pública. Encontro NACIONAL Lisboa

 

Encontro Nacional Porto

Data: 14 de Janeiro

Início: pelas 9:30

Local: Faculdade De Desporto Da Universidade do Porto (ver localização)

Organização: APEF Porto e FADEUP

Inscrição e mais informações na seguinte ligação – Aprendizagens Essenciais em Educação Física: uma auscultação pública. Encontro NACIONAL Porto

Publicado em Aprendizagens Essenciais em Educação Física, NOTÍCIAS | 7 Comentários

Conferência Internacional: O papel dos Pais no Desporto

conferencias-pais

No 7 de janeiro de 2017, no Auditório do Comité Olímpico de Portugal, vai ter lugar a Conferência Internacional “O papel dos pais no desporto” promovida pelo Panathlon Clube de Lisboa em cooperação com o Comité Olímpico de Portugal, onde será apresentada a Carta de Deveres dos Pais no Desporto.

Esta iniciativa é dirigida a dirigentes associativos, corpos sociais de clubes e coletividades, diretores técnicos (DT), profissionais responsáveis pela orientação e condução do exercício de atividades físicas e desportivas (PROCEAFD), atletas, fisioterapeutas e outros agentes da área da saúde, estudantes do curso de Desporto, atleta, pais e público em geral.

A Conferência Internacional “O Papel dos Pais no Desporto” é uma ação creditada pelo IPDJ com 1.4 UC’s para a revalidação do título profissional de treinador de desporto.

A inscrição é gratuita, mas sujeita a inscrição e à disponibilidade.

Pode inscrever-se através da seguinte ligação.

Inscrição na Conferência Internacional O Papel dos Pais no Desporto. 

 

Publicado em Formação, NOTÍCIAS | Etiquetas , , , , , | Publicar um comentário

CONFAP, CNAPEF e SPEF em nova posição conjunta sobre a Educação Física

Este slideshow necessita de JavaScript.

A CONFAP (Confederação Nacional das Associações de Pais), o CNAPEF (Conselho Nacional das Associações de Professores e Profissionais de Educação Física) e a SPEF (Sociedade Portuguesa de Educação Física) assinaram hoje uma posição conjunta reafirmando um entendimento comum sobre a Educação Física, nomeadamente:

  • a importância desta disciplina estar presente em todo o percurso escolar (i.e. do Pré-Escolar ao 12.º ano de escolaridade), para todos os alunos e para todos os cursos;
  • a expectativa sobre a garantia das condições necessárias à concretização do contributo desta disciplina para se alcançar o Perfil Individual do Aluno pretendido pela escolaridade obrigatória.

Foi também reforçada a inequívoca a importância que a Educação Física tem na Educação da Infância (Pré-Escolar) e no 1º Ciclo do Ensino Básico, uma fase decisiva do desenvolvimento do aluno, chamando-se a atenção para a criação das condições para efectivar a sua generalização a todos os alunos em todas as escolas, bem como garantir as condições para concretizar os objectivos expressos nas orientações curriculares vigentes, implementando mecanismos efectivos de supervisão, como acontecerá este ano com as provas de aferição.

De salientar o facto dos Pais, Professores e outros profissionais de Educação Física terem forçado, nesta posição conjunta, não só a paridade da Educação Física com as restantes disciplinas do currículo nacional, como a necessidade fundamental alterar o processo de seriação dos alunos para o acesso ao ensino superior.

A assinatura desta posição aconteceu no âmbito do XLI Encontro Nacional das Associações de Pais, que teve lugar hoje, dia 10 de dezembro, no Auditório Trofa XXI. Este momento contou ainda com o testemunho de João Costa, Secretário de Estado da Educação, Armando Leandro, Juiz Conselheiro Jubilado e Presidente da Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens, Sérgio Humberto, Presidente da Câmara Municipal da Trofa e Filinto Lima. Presidente da Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos de Escolas Públicas, entre outras individualidades.

Foram ainda relembradas as inúmeras recomendações e pareceres nacionais e internacionais – Organização Mundial de Saúde, União Europeia, Parlamento Europeu, Parlamento Português – sobre importância e o imprescindível contributo de, no mínimo, 60 minutos diários de atividade física moderada a intensa para todos os alunos em idade escolar orientada por professores de Educação Física qualificados – ver Recomendações do Grupo de Especialistas HEPA: Health-Enhancing Physical Activity

Partilhamos com todos os interessados a posição conjunta assinada pelos respetivos presidentes da CONFAP, CNAPEF e SPEF.

Posição Conjunta CONFAP, CNAPEF e SPEF

Publicado em NOTÍCIAS | Etiquetas , , , , , , , , , | 2 Comentários

Assembleia Geral do CNAPEF na Marinha Grande

AG CNAPEF 1 dez 2016

A Escola Secundária Engenheiro Acácio Calazans recebeu no dia 1 de dezembro, feriado, a Assembleia Geral do CNAPEF.

Com a presença de 25 elementos das várias direcções das Associações Profissionais que compõem o CNAPEF, a discussão esteve centrada, entre outros assunto, nos novos desafios que se colocam ao profissionais de Educação Física, nomeadamente:

  • provas de aferição de EEFM no 1º ciclo do Ensino Básico.
  • contabilização da Avaliação da Educação Física para acesso ao Ensino Superior e finalização do Ensino Secundário.
  • projecto Currículo para o Século XXI, Aprendizagens Essenciais em Educação Física.
  • reactivação da Associação de Professores de Leiria.

 

Publicado em NOTÍCIAS | Publicar um comentário

PISA e TIMSS 2015

Este slideshow necessita de JavaScript.

Estão disponíveis no site do IAVE, os relatórios do PISA (Programme for International Student Assessment) e do TIMSS ( TIMSS (Trends in International Mathematics and Science Study) para o ano 2015.

Deixamos aqui os sumários executivos dos dois relatórios hoje apresentados pelo IAVE:

 

Publicado em NOTÍCIAS | Publicar um comentário

Conferência: As Regras do Desporto em Portugal – O Percurso Legislativo e o Futuro.

programa_conf_as-regras-do-desporto-em-portugal-page-001-1

Hoje, dia 5 de dezembro de 2016, o CNAPEF esteve presente na Assembleia da República na ocasião da Conferência: As Regras do Desporto em Portugal – O Percurso Legislativo e o Futuro.

Numa sessão onde estiveram representantes da Secretaria de Estado do Desporto, Comité Olímpico, IPDJ, Confederação de Treinadores, Federações, Juristas, Liga Profissional de Futebol, Árbitros, Autarcas e também representantes dos vários grupos parlamentares com representação na Assembleia da República, ficou mais uma vez claro do valor que o Desporto representa para a nossa sociedade, ao nível da coesão social, promoção de direitos e valores, promoção de saúde e, também, crescimento económico. 

Para além das questões do Financiamento do Desporto e do Desporto Profissional, as intervenções dos oradores e posterior debate com os presentes reforçaram algumas das preocupações que o CNAPEF e a SPEF já tiverem oportunidade de colocar, na ocasião de uma reunião com o Sr. Secretário de Estado do Desporto, o Dr. João Paulo Rebelo, nomeadamente:

  • a necessidade de uma maior e melhor regulação no acesso e execução da profissão de Treinador.
  • que relação deverá existir entre Desporto Escolar e Desporto Federado?
  • necessidade de formação de dirigentes desportivos, nomeadamente aqueles que apoiam os escalões de formação.
  • a necessidade de recolher mais e melhores dados sobre as profissões associadas ao desporto, como forma de apoio à construção e operacionalização de políticas ao nível desportivo.

Como sempre o CNAPEF está, e sempre esteve,  disponível para colaborar com todos os agentes interessados no processo de desenvolvimento desportivo em Portugal.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Publicado em NOTÍCIAS | Publicar um comentário

Em maio de 2012 CNAPEF e SPEF enviavam carta aberta ao então Ministro da Educação e Ciência – Nuno Crato

Republicação do artigo de 28/5/2012

Matrizes curriculares 2012/2013 – CNAPEF e SPEF dirigem carta aberta ao Ministro da Educação e Ciência, tomando posição de “profunda indignação e total discordância” relativamente àquilo que apelidam de “um equívoco, um erro que urge corrigir”.

Após publicação do documento “Matrizes Curriculares dos Ensinos Básico e Secundário” na passada semana no sítio electrónico da DGE , muitas têm sido as questões levantadas relativamente ao impacto desta medida na disciplina Educação Física. Da discussão intensa entre membros do CNAPEF e da SPEF, foi tomada a decisão de dar um primeiro passo.

Hoje, dia 28 de Maio, foi enviada uma carta aberta dirigida ao Sr. Ministro da Educação e Ciência, Prof. Dr. Nuno Crato. Nela é manifestada a estranheza desta medida, assim como é colocado um conjunto de questões sobre os argumentos que suportam as decisões expressas nas matrizes. É feito ainda um alerta para as possíveis consequências que esta organização da carga horária da Educação Física poderá trazer para o desenvolvimento dos nossos alunos e alunas.

Tal como vem hoje mencionado na comunicação social, este documento criou um confusão geral nos entre os diretores de escolas e noutros grupos de recrutamento. Existem muitas questões que deverão ser esclarecidas por quem tem essa competência, nomeadamente pelos responsáveis do Ministério da Educação e Ciência.

O CNAPEF e a SPEF estão atentos. Outras medidas estão neste momento a ser projectadas, nomeadamente a participação das entidades relacionadas com a prática de actividade física, onde de incluem as escolas.

Solicitamos aos nossos colegas que façam circular esta informação pelo profissionais de Educação Física. Contactem as APEFs das vossas zonas geográficas . Neste momento, tal como em qualquer outro, é importante estarmos unidos e associados em torno da defesa da nossa área profissional.

Segue, em baixo, o texto da carta enviada hoje para o Ministério da Educação e Ciência.

Exmo. Sr. Ministro da Educação e Ciência, Prof. Dr. Nuno Crato,

Foi com profunda indignação e total discordância que a comunidade da Educação Física (EF) se confrontou, no passado dia 25 de maio de 2012, com o teor da matriz curricular para implementar no ano letivo 2012/13, disponibilizada no sítio da Direção Geral de Educação (DGE).

A total falta de coerência entre o conteúdo desta matriz e o do documento referente à Revisão da Estrutura Curricular que o Ministério da Educação e Ciência (MEC) apresentou como a proposta final decorrente deste processo, no dia 26 de Março de 2012, ao movimento associativo de Educação Física e público em geral, só nos pode levar a concluir que se trata de um equívoco por parte do MEC, um erro que urge corrigir.

Não são minimamente sustentáveis as decisões que este documento encerra. Para além de não existirem nenhumas razões conceptuais, científicas e de natureza curricular que fundamentem a agregação da Educação Física, Educação Visual, TIC e Oferta de Escola numa área intitulada de Expressões e Tecnologias no 3º ciclo, é atribuído um crédito total de minutos a esta área para ser gerido no seio de cada escola, de acordo com o critério dos seus gestores, permitindo que possa vir a desprezar-se totalmente a carga horária que estava definida para a área disciplinar da Educação Física, por ano/ciclo de escolaridade, que já de si era claramente insuficiente face a todas as orientações internacionais, nomeadamente europeias. No caso particular do Ensino Secundário, é proposta uma redução de trinta minutos na carga horária da disciplina de Educação Física, o que perfaz cerca de menos 16 horas de aulas anuais, ou seja, menos cinco semanas de aulas por ano.

Esta proposta de matriz promove de forma totalmente injustificada e sem qualquer base científica uma redução horária da única área do currículo que contribui direta e decisivamente para a saúde da população infanto-juvenil portuguesa, num contexto em que o país revela a segunda maior taxa de prevalência de obesidade e sobrepeso da Europa, e uma das mais baixas taxas de prevalência de atividade física. Consequentemente, promove o desenvolvimento de um dos maiores flagelos do século XXI, o sedentarismo, e compromete o imprescindível desenvolvimento de hábitos de vida saudável na população portuguesa. Esta matriz, para além de contrariar todas as orientações curriculares europeias, no que à Educação Física diz respeito, surge em contraponto a uma recente resolução da Assembleia da República Portuguesa, onde se reconhece a necessidade de se reforçar a atividade física da população em idade escolar. Perante estas evidências, está Vossa Excelência consciente das consequências nefastas para a saúde da população portuguesa desta decisão e na disponibilidade de a assumir junto dos alunos, pais e do país em geral? Estará Vossa Excelência convenientemente informado sobre o impacto económico da prevenção da doença através da atividade física previsto pela Organização Mundial da Saúde?

Deste modo, perante as graves consequências para as finalidades do sistema educativo nacional e a forte indignação da classe dos profissionais da Educação Física face a esta orientação de que Vossa Excelência é o principal responsável, vimos solicitar uma audiência urgente e exigir a suspensão imediata desta proposta tão controversa quanto peculiar.

Os Presidentes das Direções do CNAPEF e da SPEF,

João Lourenço

Marcos Onofre”

Publicado em NOTÍCIAS, Tomadas de Posição | Publicar um comentário

Desenvolvimento da Actividade Física: Entre a Escola e Comunidade – Seminário Internacional

actividade-fisica-escola-e-comunidades

No próximo dia 30 de novembro, na Faculdade de Motricidade Humana, na Cruz Quebrada, poderá participar no Seminário Internacional – Desenvolvimento da Actividade Física: Entre a Escola e Comunidade.

Entre outros destaques, este evento contará com a presença do nosso colega Jorge Mira, Vice – Presidente do CNAPEF, co-autor dos Programas de Educação Física e especialista reconhecido ao nível do planeamento, currículo e avaliação em Educação Física.

A entrada é livre, mas sujeita a inscrição prévia para cursosbreves@fmh.ulisboa.pt e sujeita à lotação da sala.

Publicado em NOTÍCIAS, Seminários/Conferências | Etiquetas , , , , , | Publicar um comentário

Desporto e Educação Olímpica: Realidades e Práticas – Conferência Internacional

Cartaz CIDEO

A Academia Olímpica de Portugal e a Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Setúbal levam a efeito, nos dias 2 e 3 de dezembro de 2016, uma conferência internacional subordinada ao tema “Desporto e Educação Olímpica: Realidades e Práticas” (CIDE0’2016). A iniciativa conta com o apoio do Comité Olímpico de Portugal, entre outras entidades de referência na área do desporto e da educação, entre as quais o CNAPEF e a SPEF, e vai decorrer no Auditório Nobre do Instituto Politécnico de Setúbal, situado na Escola Superior de Ciências Empresariais do mesmo instituto.

Durante a CIDE0’2016 serão debatidas as temáticas dos Movimentos Olímpico e Paraolímpico, da Cidade Europeia do Desporto, da Ética no Desporto, da Educação Olímpica, da Responsabilidade Social, da Inclusão e da Excelência Desportiva.

Entre os oradores convidados contam-se Conrado Durántez, da Academia Olímpica Espanhola, Antonio González Molina, da Universidade de Las Palmas, Mohammad Reza Oveysi, da Academia Olímpica e Paralímpica do Irão, e Alberto Reppold Filho, da Universidade Federal de Rio Grande do Sul.

Os interessados em apresentar comunicações ou posters podem enviar resumos até 25 de novembro e trabalhos completos até 28 de novembro para o endereço da conferência (cideo.2016@ips.pt) ou para o secretariado da AOP (aop@comiteolimpicoportugal.pt). O programa definitivo será divulgado a 30 de novembro.

Para mais informações pode aceder-se ao site da CIDE0’2016, através da ligação http://bit.ly/cideo2016.

Publicado em NOTÍCIAS, Seminários/Conferências | Publicar um comentário

Entrevista ao Presidente do CNAPEF – Site comregras. com

comregras.com

Na passada semana foi publicada no site www.comregras.com uma entrevista ao Presidente do CNAPEF, Avelino Azevedo,  onde a temática central foi a paridade da disciplina de Educação Física no Ensino Secundário.

As respostas que poderão encontrar nesta entrevista são importantes para esclarecer alguma falta de informação que ainda existe nas comunidades educativas, opinion makers, decisores políticos e sociedade em geral, sobre as mais valias da Educação Física e da não existência de qualquer razão que justifique a sua não equiparação desta disciplina às outras no Ensino Secundário.

Parte 1 da entrevista

Parte 2 da entrevista

 

Publicado em NOTÍCIAS | Publicar um comentário

Posição da SPEF e do CNAPEF sobre a classificação de Educação Física no Ensino Secundário

posicao-conjunta-spef_cnapef

O Conselho Nacional de Professores e Profissionais de Educação Física (CNAPEF) e Sociedade Portuguesa de Educação Física (SPEF) vêm por este meio congratular-se com o anúncio público, efetuado pelo Ministério da Educação, de que a classificação da Educação Física voltará a ser contabilizada para a média de conclusão do Ensino Secundário e na média de acesso ao Ensino Superior.

Esta decisão repõe o estatuto (classificativo) da disciplina, em situação de paridade com as restantes disciplinas do currículo, situação esta que havia sido alterada com a entrada em vigor do decreto-lei 139/2012, sem qualquer justificação pedagógica.

Esta situação de paridade é fundamental para consagrar o significado da classificação na Educação Física, tal como nas outras disciplinas, como instrumento essencial e imprescindível de valorização do trabalho dos alunos, e assumir o papel e importância desta área disciplinar no alcance de objetivos que ambicionem a formação integral dos nossos jovens.

Retoma-se também a coerência formal entre os objetivos do currículo nacional, que integra a Educação Física desde o Pré-Escolar até ao 12.º ano de escolaridade com propósito únicos, e os processos de verificação e certificação das aprendizagens dos alunos, os principais beneficiários desta medida. Garante-se a possibilidade de poderem usufruir de forma plena, sem constrangimentos de qualquer ordem, do direito de verem reconhecidos as suas competências e conhecimentos, produto das suas aprendizagens.

O CNAPEF e a SPEF continuarão a trabalhar com os responsáveis do Ministério da Educação, procurando criar e fortalecer sinergias entre os diferentes intervenientes, no sentido de sustentar esta medida, bem como alterar a atual situação de ausência efetiva de Educação Física (Expressão e Educação Físico-Motora) no 1º ciclo e garantir a reposição da carga horária no 3º ciclo, melhorando desta forma as condições de realização da Educação Física no nosso sistema educativo, garantindo a todos mais e melhor Educação.

Lisboa, 24 de outubro de 2016.

O Presidente do CNAPEF – Avelino Azevedo

O Presidente da SPEF – Nuno Ferro

Pode descarregar aqui o documento em versão PDF – Posição da SPEF e do CNAPEF sobre a classificação de Educação Física no Ensino Secundário

 

Publicado em NOTÍCIAS, Tomadas de Posição | Etiquetas , , , , , , | 1 Comentário

A Educação Física nas Provas de Aferição no 1º Ciclo do Ensino Básico

Expressão e Educação Físico Motora

A Educação Física passa a integrar as Provas de Aferição que se irão realizar este ano letivo 2016-2017 para o 2º ano de escolaridade. Encontra-se no site do IAVE – Provas de Avaliação Externa 2016/2017, a confirmação da realização da Prova de Aferição em Expressão e Educação Físico-Motora entre os dias 2 e 9 de maio de 2017.

Esta decisão do Ministério de Educação muito poderá contribuir para uma maior concretização da Educação Física neste nível de ensino e poderá suscitar a constituição de mais projetos colaborativos entre professores titulares de turma no 1º ciclo e os professores de Educação Física dos seus agrupamentos.

A realização da prova só por si, não representa a resolução do problema desta área disciplinar neste nível de ensino, mas é um início de grande significado e aguardamos com muita expetativa o desenvolvimento deste processo.

Publicado em NOTÍCIAS | Etiquetas , , , , | Publicar um comentário

Resumo e Conclusões do Simpósio Aprender no Século XXI – Mais Exercício, Maior Sucesso, Melhor Futuro

logo-simpossio

Realizou-se no dia 21 de outubro de 2016, na Escola Superior de Comunicação Social em Lisboa, o simpósio SIMPÓSIO + (Mais) EXERCÍCIO, > (Maior) SUCESSO ESCOLAR, M3 (Melhor) FUTURO.

Este evento, enquadrado na temática Aprender no Século XXI, teve como principal objectivo demonstrar como o exercício físico pode melhorar as funções executivas/cognitivas que estão na base do sucesso escolar dos alunos.

O CNAPEF, como um dos parceiros do Ministério da Educação no âmbito da dinamização da plataforma FITEscola, esteve e participou neste evento por nós considerado um sucesso.

A parte da manhã foi preenchida pela intervenção do Director Geral da Direcção Geral de Educação, José Vítor Pedroso, e pelo Presidente da Faculdade de Motricidade Humana, José Alves Dinis, que fizeram um enquadramento desta iniciativa.

Seguiram-se cinco intervenções verdadeiramente importantes do ponto de vista científico para fundamentar, se alguma dúvida ainda houvesse, o valor que a Actividade Física, a Educação Física e o Desporto têm no desenvolvimento integral das crianças e jovens. As intervenções estiveram ao cargo de:

  • Luís Bettencourt Sardinha – Faculdade de Motricidade Humana, Universidade de Lisboa.
  • Charles Hillman – Neurocognitive Kinesiology Laboratory, University of Illinois.
  • Darla Castelli – Kinesiology and Health Education, University of Texas at Austin.
  • Rodrigo Cunha – Centro de Neurociências e Biologia Celular, Universidade de Coimbra. 
  • Anna Bugge – University of Southern Denmark.

Da parte da tarde a destacar o debate com os representantes do movimento associativo dos profissionais de Educação Física, Avelino Azevedo do CNAPEF e Nuno Ferro da SPEF, como o representante do Conselho de Escolas, José Eduardo Lemos, com os Directores de duas escolas em Portugal, Paulo Mota da Escola Secundária Almeida Garrett em Vila Nova de Gaia e Rui Duarte do agrupamento de Escolas de de Afonso de Paiva em Castelo Branco. Este debate contou ainda com a participação de Anna Bugge e com a moderação de Carlos Neto, Professor da Faculdade de Motricidade Humana.

Com este debate podemos percebemos claramente qual a posição do movimento associativo perante os resultados que foram apresentados da tarde manhã:

  • É inequívoco o valor que a Educação Física e o Desporto Escolar têm para as nossas crianças e jovens.
  • A Educação Física, por ser curricular e por se estender desde o pré escolar ao 12º ano de escolaridade é a única forma de chegar a todos os alunos e proporcionar-lhes situações de exercício físico e de aprendizagem significativas que promovam um desenvolvimento multilateral e harmonioso.
  • A situação atual da Educação Física, com a ausência de uma efetiva Expressão Físico e Motora  no 1º ciclo, com um estatuto avaliativo “menor” no Ensino Secundário e com a integração da disciplina na área das expressões no 3º ciclo, é algo que não pode continuar e uma situação na qual esperamos que este governo intervenha no sentido de potenciar todas as mais valias da Educação Física.
  • o FITEscola é um bom instrumento para a recolha, avaliação e análise dos dados da aptidão física dos alunos e tem um grande potencial para o desenvolvimento de estilos de vida saudável junto dos nossos alunos.

Percebemos também que há escolas, como a Escola Secundária Almeida Garrett em Vila Nova de Gaia e o Agrupamento de Escolas de de Afonso de Paiva em Castelo Branco, que nos podem ensinar e ajudar a criar projectos plurianuais de escola que sejam sustentáveis, que consigam integrar e levar a uma participação da comunidade educativa e onde a Educação Física e o Desporto Escolar são vistos, respectivamente, como uma disciplina essencial e como uma atividade extra curricular com um impacto fantástico na dinamização das escolas. Foi também reforçado o valor que ambas têm para o combate à indisciplina, para a promoção do sucesso escolar e no desenvolvimento de soft skills, destacando o papel do Professor Educação Física neste tipo de intervenções.

Da Professora Ana Bugge, para além dos resultados que apresentou resultante do trabalho da sua equipa de investigação, ficamos a saber que a Dinamarca, apesar da maior percentagem dos seus alunos terem bons níveis de aptidão física, instituiu uma nova media, proveniente da mais recente reforma curricular, que obriga a que todas as escolas públicas do ensino obrigatório tenham um mínimo de 5×45 minutos diários de actividade física. Ou seja, todos os dias.

Para finalizar este simpósio, tivemos a oportunidade de contar com a presença e participação do Secretário de Estado da Educação João Costa que divulgou uma série de novidades directamente relacionadas com a Educação Física:

  • foi enunciado que a a partir do ano letivo 2017/2018 a classificação da Educação Física voltará a ser contabilizada para média de acesso ao Ensino Superior e para conclusão do Ensino Secundário. Esta medida já nos tinha sido comunicada pelo próprio secretário de Estado da Educação João Costa, mas optamos por não a divulgar por nos ter sido pedida reserva.
  • haverá um trabalho ao nível do currículo do Ensino Básico e Ensino Secundário, onde a Educação Física está representada pelo CNAPEF e onde trabalhará lado a lado com a SPEF, com o objectivo de definir as competências essenciais por disciplina e por ano com o objectivo de melhor orientar o trabalho de professores, alunos e famílias. Daremos mais novidades sobre este trabalho e contamos com a participação de todos os profissionais da nossa área para a concretização desta intenção do Ministério da Educação.
  • terá que haver uma intervenção no 1º Ciclo ao nível da Expressão e Educação Físico Motora no sentido que o currículo definido nos programas seja um currículo real. Também neste ponto estamos a trabalhar com a DGE para criar um estrutura que facilite este desejo e esta necessidade de tornar a EEFM uma realidade em todas as escolas do país.

Em jeito de conclusão consideramos que este evento foi um sucesso pela participação massiva de professores de Educação Física, Directores de Escolas e Agrupamentos de Escolar e também participação ao mais alto nível por parte das Secretarias de Estado de Desporto e de Educação, assim como Comités Olímpico e Paralímpico, Desporto Escolar, investigadores de renome internacional, etc.

Mais importante que a divulgação destas novidades pelo Secretário de Estado queremos reforçar a mudança que neste momento sentimos por parte do Ministério da Educação que, ao contrário dos anteriores responsáveis, têm procurado criar sinergias entre os diferentes intervenientes ou stakeholders ao nível da Educação e do Desporto, entre os quais incluímos o movimento associativo dos Profissionais de Educação Física, e têm tido a competência e coragem para tomar medidas orientadas para a inclusão e promoção do sucesso escolar.

Para finalizar, destacar o trabalho da Professora Cláudia Minderico e da sua equipa pela excelente organização deste evento.

 

 

Publicado em NOTÍCIAS, Seminários/Conferências | Etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 12 Comentários

Como Avalia o Site do CNAPEF?

slide-para-questionario

Através do link em baixo pode dar o seu contributo para a melhoria do site do CNAPEF.

Ajude-nos a melhorar!

Publicado em NOTÍCIAS | Publicar um comentário