Estudo com mais de 2000 crianças e jovens comprova efeitos benéficos do Exercício Físico no Rendimento Escolar.

The Journal of Pediatrics publicou recentemente um artigo que comprova mais uma vez a relação entre a aptidão física e a performance académica dos alunos.

Este trabalho, onde foram analisados dados de 2038 jovens e crianças de Cadiz e Madrid, está integrado numa investigação longitudinal de 3 anos com o objectivo deste  de recolher informações sobre possíveis associações entre componentes da aptidão física e a performance académica.

Para a avaliação da aptidão cardiorespiratória os investigadores utilizaram o teste do vai e vem. Na habilidade motora foi utilizado um teste de 4×10 metros em corrida com mudança de direção e de movimento para avaliar  a agilidade, a coordenação e a velocidade de movimento. Para a força foi utilizado um algoritmo com referência à força de preensão e distância de salto. Para a avaliação da performance académica foram utilizados os resultados dos alunos na disciplinas Matemática, Língua Materna, uma média destas duas disciplinas e ainda a média dos alunos nas disciplinas anuais.

A análise dos resultados evidência 3 resultados interessantes:

  1. A capacidade cardiorespiratória e a capacidade motora estão independentemente associadas a cada um dos parâmetros avaliados na performance académica dos alunos, mesmo após ajustados para indicadores relativos à aptidão física e à composição corporal dos avaliados.
  2. A força muscular está associada à avaliação dos parâmetros considerados na performance académica dos alunos, mas não de uma forma independente. Encontra-se associada à performance académica, mas está dependente dos resultados obtidos nos testes do vai e vem e dos 4x10m.  
  3. Nos grupos de alunos com piores valores nas capacidades cardiorespiratória e capacidade motora, observou-se piores resultados académicos.

table III

Num altura em que alunos, pais, escolas, Ministério da Educação e Ciência e sociedade em geral andam preocupados com os resultados dos exames, talvez seria importante estudar a fundo quais as variáveis que verdadeiramente e de uma forma comprovada influenciam o rendimento escolar dos alunos? Não só numa perspectiva de obter melhores resultados no PISA, mas fundamentalmente na construção de um país mais produtivo, empreendedor e com maior capacidade de resiliência.

Aproveitando as evidências de mais um estudo que comprova a relação positiva entre aptidão física e rendimento escolar, deixamos aqui, mais uma vez. a nossa sugestão estratégica de valorização e reforço da atividade física orientada na escola.

Poderão ter acesso ao estudo através do seguinte link:

Independent and Combined Influence of the Components of Physical Fitness on Academic Performance in Youth.

 

 

 

 

 

 

Anúncios
Esta entrada foi publicada em NOTÍCIAS com as etiquetas , , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s